26/04/2019 08h56 - Atualizado em 26/04/2019 08h56

Santa Rita D'Oeste / 19ª Encenação da Paixão de Cristo emociona mais de três mil pessoas

Espetáculo é realizado em recinto aberto e contou com cerca de 100 artistas da cidade no último dia 19 de abril.

Santa Rita D’Oeste mantém sua tradição de quase 20 anos em realizar o espetáculo religioso a céu aberto que envolve toda a cidade, e visitantes de várias cidades da região noroeste e estados vizinhos.

A Encenação da Paixão de Cristo foi realizada pela 19ª vez e reviveu os últimos dias de Jesus, sua morte e ressurreição sob os olhares de mais de três mil pessoas na sexta-feira dia 19 de abril no Recinto de Exposições “Jonas Ferreira da Silva”, com um elenco de cerca de 100 cidadãos santa-ritenses que se dedicaram por vários meses em ensaios e na produção do espetáculo.

 

A tradição da “Sexta-Feira da Paixão” mais uma vez emocionou crianças, adultos à idosos, propondo uma reflexão de vida e amor que ultrapassa os limites da compreensão humana.

Segundo os promotores do espetáculo, o projeto ao longo da sua tradição já foi apresentado para mais de 30 mil pessoas.

“Quero parabenizar a todas as pessoas que aqui estão, pois, esse trabalho não é feito apenas por uma pessoa, mas sim, com o conjunto que se reúne junto ao nosso diretor Elcio Bertão. Quero agradecer a cada um que tirou um tempinho para ver essa peça que cresce ano a ano e sei que cada um que prestigiou esta apresentação saiu deste recinto com uma mensagem no coração, uma vez que além de linda é tocante”, destacou o prefeito, Alaor Pasian.

A peça é realizada no município faz parte do calendário cultural e turístico da cidade; no início realizada pelos cristãos na praça da matriz, hoje promovida pela Prefeitura Municipal, no recinto de exposições, para maior conforto dos milhares de expectadores.

“É um dos dias que os cristãos mais deveriam guardar, mas para nós é um dos dias que mais trabalhamos, existe um propósito fundamental por trás desse trabalho, que é realmente o de evangelização. Agradeço a cada um que nos ajudou, pois é um trabalho de meses de esforço e dedicação”, concluiu o Diretor do Departamento de Cultura, Elcio Bertão.